Coração de Leão

Uma autobiografia que envolve Amor e Fé entre mãe e filhos, capaz de mostrar que o Amor incondicional vai além da despedida... E ainda é capaz de recomeçar.

Chá de Minduim


Chá de Minduim tem que ser a caráter. E assim foi! Demorei meses para organizar, pensar nos detalhes, não porque tinham tantos assim, mas porque Eu precisava viver todas as etapas dessa nova gestação. 

 Charlie Brown - Chá do Theo

Charlie Brown - Chá do Theo

No início da gravidez do Theo, tudo foi muito confuso aqui dentro, eu me sentia pronta, mas o meu coração de mãe ainda estava sangrando. Acho que essa é uma ferida que não sara jamais. Mas eu também compreendi que o Theo encontraria uma mãe muito diferente da que o Miguel encontrou. Assim como qualquer outro filho que venha depois do primeiro. Toda mãe, com a experiência de tudo que viveu com seu primogênito, transforma-se. E não foi diferente comigo. Em muitos sentidos. 

Mas isso dará um outro texto mais à frente (rsss)... 

Voltando...

A terapia me ajudou a ver que se o Miguel estivesse aqui comigo, crescendo, engatinhando, ele me exigiria atenção - eu estaria nos preparativos da sua primeira festa de aniversário - e teria que saber dividi-la entre os dois. Por isso eu não me culpei dedicar essa atenção, a princípio, ao Miguel, ao lançamento do livro que fiz sobre ele, para ele. Eu não conseguiria dar um novo passo de outro jeito. Era como fechar um ciclo. Assim me sentia numa preparação para uma nova etapa da minha vida.

Fiz o lançamento e só então eu pensei na primeira celebração (de muuuuuitas) que o Theo terá. 

Escolhi o tema do Charlie Brown e Snoopy porque eu carrego o Minduim mais amado do mundo, tinha que ser esse o tema! Mas como eu disse, a mamãe aqui não é mais a mesma e não aguentou fazer tudo sozinha como da outra vez. Precisei de reforços!!! Mal consegui fazer uma brincadeira, logo eu, a Rainha das Brincadeiras e Surpresas dos Chás de Panelas, de Bebês, etc. (minhas amigas que digam!). Mas a barriga de 32 semanas já não está colaborando com as dores na lombar. Cheguei à conclusão que a gravidez do Miguel foi pura fantasia. Eu pulei, dancei, corri e nada senti. Só felicidade. 

Desta gestação, a minha felicidade se resume a uma gravidez normal, com alguns poucos sintomas, verdade, mas algo dentro da realidade de toda mãe. Eu sempre dizia que queria ter tooooodos os sintomas do mundo, para que meu Miguel estivesse a salvo. E eu nada pude fazer quanto a isso. E agora, graças a Deus, eu ouço dos médicos: “O Theo está ótimo!”. E sentir dor na lombar ou falta de ar me faz até sorrir, porque ele está bem.

 Lê-se: " Pode comer sem culpa. Você vai continuar linda! Theo, 16/01/16 "

Lê-se: "Pode comer sem culpa. Você vai continuar linda! Theo, 16/01/16"

Há poucos dias da festa, fui tomada por uma alegria que nem eu imaginei que sentiria, uma gratidão ainda maior por Deus permitir que eu estivesse vivendo tudo aquilo de novo. E assim foi por todo tempo. Vi a mesma alegria no meu marido, no carinho que tivemos em deixar tudo perfeito para celebrarmos a chegada do nosso Theo.

E essa alegria estava nos olhos, nos sorrisos de todos que foram viver esse novo momento de nossas vidas.

O Chá de fraldas foi muito mais que uma festinha entre amigos e familiares, foi dizer ao meu filhote que ele é muito aguardado, muito amado e que estamos à sua espera.

Aracelli Moreira 

 

Qualquer reprodução deste texto deve seguir com a fonte de autoria: Aracelli Moreira, www.coracaodeleao.com.br

 

 
 

Site feito com amor por