Coração de Leão

Uma autobiografia que envolve Amor e Fé entre mãe e filhos, capaz de mostrar que o Amor incondicional vai além da despedida... E ainda é capaz de recomeçar.

Setembro de 2014


 Foto tirada por uma aluna no palco da escola onde trabalho, na hora do intervalo, aos 9 meses de gravidez. A arte na barriga foi feita por outra aluna, que deixou as mexidas do Miguel guiarem seu processo de criação. <3

Foto tirada por uma aluna no palco da escola onde trabalho, na hora do intervalo, aos 9 meses de gravidez. A arte na barriga foi feita por outra aluna, que deixou as mexidas do Miguel guiarem seu processo de criação. <3

Este foi um texto que escrevi, ainda grávida, que eu publicaria junto à foto do Miguel, saindo da maternidade, como forma de Boas-Vindas.

“Um tal de Pinóquio pediu ao pai dele que queria ser ‘Um menino de verdade’, eu pedi ao meu Pai ‘Deus, quero ser um menino especial’. Aí ele me disse que pra isso eu deveria vir numa família especial. Que eu iria precisar de mais um cromossomo pra caber todo Amor e Carinho que eu teria por ela. E assim foi...

Escolhi a minha mãe. ‘Deus, quero aquela ali, cheia de defeitos, mas que quer mudar o mundo’. E não é que acertei em cheio?! A primeira vez que nos olhamos foi quando eu tinha 5 semanas e 6 dias... Meu coração bateu mais forte e os olhos dela se encheram de lágrimas com isso. Era ela!

Ao lado da mamãe estava o papai, que não chegou a olhar tão bem pra mim porque passou mal quando também escutou meu coração bater bem alto. Ah, papai, naquele instante eu sabia que tinha que ser você! Ainda lá de cima eu já tinha perguntado a Deus ‘Quem é aquele ao lado da mamãe nos momentos que ela mais precisa?’ E ele me disse que era você. ‘Quero ser como meu pai, cara de durão e com o coração enorme!’

Fui crescendo e só ouvia ao redor de mim ‘Que barriga grande!’. Era eu, gente, gosto de espaço! 
Dei trabalho aos meus pais! Preocupei-os... Mas eu sempre dizia à mamãe que eu estava bem! E ela entendia. Cantava para mim todas as vezes que estava dirigindo, e batíamos altos papos à noite antes de dormir. Adorava ouvir a voz grossa do papai ‘Vai dormir, garoto! Pare de fazer bagunça!’ Aí mesmo que eu chutava pra mostrar a ele que eu também seria teimoso como ele... 

Ao contrário do que diziam, meu coração é forte como de um Leão, né, mãe?! Mandei dizer a ela que eu só precisava de duas coisas: muito Amor e muita Fé... E foram tantas orações, tanto amor que me mandaram...

Desde então, eu estive na barriga da mamãe e constatei que minha escolha não poderia ser melhor. Escutei cada recadinho que davam quando chegavam pertinho de mim, cada toque de carinho. Me sentia uma verdadeira celebridade, de tão esperado e planejado que fui.

Eram realmente vocês que eu queria na minha vida!
Muito prazer!
Sou o Miguel.”

Aracelli Moreira 

 

Qualquer reprodução deste texto deve seguir com a fonte de autoria: Aracelli Moreira, www.coracaodeleao.com.br

 

 
 

Site feito com amor por